A luz que falta na sua casa: Você sabe escolher a iluminação ideal para sua decoração?

Essa semana foi muito iluminada para os clientes da Blooming, trouxemos muitas dicas e algumas opções incríveis de iluminação para sua casa! Esperamos que tenha sido muito proveitoso cada conteúdo… Mas, se você perdeu esses conteúdos, calma que ainda tem a luz no fim do túnel! Vocês não acharam que iríamos deixá-los no escuro, né?
Primeiramente, a iluminação tem o poder de valorizar os cômodos e criar exatamente o efeito que queremos, seja ele de relaxamento e de conforto, ou estímulo e vitalidade. Portanto, a decisão das luzes do ambiente tem que ser muito bem pensada, assim sua decoração será mais harmônica e convidativa. Mas afinal, você sabe quais são os tipos de iluminação? São três tipos e vamos deixar vocês por dentro de todos!'

1.1 Iluminação geral difusa:

Usada para alcançar todo o ambiente, a iluminação difusa clareia os espaços de maneira uniforme e suave, sem criar muitas sombras e contrastes com os objetos. Ela é indicada para cozinhas, salas de estar e jantar, já que não ofuscam o olhar.


1.2 ​​Iluminação geral indireta:

Este tipo de iluminação também traz luz aos ambientes de forma uniforme, mas seu efeito depende bastante de reflexos em superfícies claras, como paredes e teto. Por isso, a iluminação aqui não é o principal foco, mas ela pode ressaltar áreas de um ambiente e trazer a luz de forma suave.

 

2. Iluminação de tarefa:

A luz é direcionada para um ponto específico, ideal para atividades que precisam de um foco mais individual. Para iluminar bancadas ou mesas de trabalho, por exemplo, essa iluminação é uma opção bem-vinda. As lâmpadas brancas são aliadas das tarefas que precisam de atenção e ajudam na produtividade.

 

3. Iluminação de destaque:

Essa iluminação é usada para evidenciar peças como quadros, vasos ou móveis. Também realça paredes com revestimentos interessantes. Essa iluminação pode ser usada na sala, em varandas com paisagismo e também no hall de entrada, iluminando uma área com espelho ou cabide para bolsas.

 

Vocês sabiam desses tipos de iluminação e onde utilizar cada uma delas? Bom, não vão achando que "apaga" por aqui… Dica boa é dica compartilhada, além de saber os tipos de iluminação, temos que saber como utilizá-las para conseguir valorizar ainda mais cada ambiente, então acompanhe essas dicas imperdíveis!

 

1.Observar espaço, definir objetivo e planejar:

Quando pensamos em decoração, sabemos que cada detalhe é importante! Portanto, um bom planejamento de quais serão os objetivos de cada ambiente pode evitar uma grande dor de cabeça futuramente! (até mesmo no sentido literal...)

 

2. Luz central, ou seja, uma fonte principal de iluminação:

A luz central é uma boa escolha quando a necessidade é distribuir iluminação por todo o cômodo. Porém é importante escolher luminárias proporcionais à dimensão do ambiente. A ideia por trás desta opção é alcançar níveis uniformes de claridade por todo o espaço.

 

3. Luz indireta, vários cenários em um único cômodo:

A indireta proporciona uma iluminação mais difusa e pontual, geralmente criando ambientes mais confortáveis, intimistas e aconchegantes. Ela pode ser alcançada com abajures, arandelas, luminárias de piso e até recortes na mobília ou parede usando LEDs.

 

4. Lâmpadas e o custo-benefício do LED:

A tecnologia moderna só apresenta vantagens: sustentável e de longa duração, o LED proporciona principalmente economia de energia.

 

5. As tonalidades provocam sensações diferentes: 

Os tons amarelados são ideias para criar ambientes aconchegantes e intimistas, ou seja, ótimos para áreas de descanso. Causando o efeito oposto, os azulados são estimulantes, bons para cozinhas, banheiros e áreas de serviço.

 

6. O segredo dos cantos para leitura:

Os cantos para leitura são ímpar no assunto iluminação. Estes espaços precisam de luz direcionada, uniforme e clara, mas na medida, já que o excesso pode cansar a visão.

Agora sim sua casa está pronta para receber a luz certa em cada ambiente!

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.