Afinal, você sabe armazenar seus temperos para mantê-los frescos por muito mais tempo?

Sabemos que as ervas e especiarias tem um potencial enorme dentro da cozinha, podendo trazer experiências culinárias únicas e inesquecíveis, mas para isso tem que saber usá-las e mais que isso armazená-las! Como vocês sabem, aqui na Blooming prezamos pelos mínimos detalhes porque sabemos que são eles que fazem toda a diferença naquilo que pode ser considerado comum e é claro que na cozinha não é diferente, cada tempero tem sua função na receita e pode fazer toda a diferença no resultado final!

Primeiro, quando falamos de ervas e especiarias temos que saber que não é tudo a mesma coisa! Claro que as duas acrescentam sabores, aromas e cores para a refeição, mas as ervas podem ser utilizadas tanto secas quanto frescas, já as especiarias são apenas temperos secos! No momento culinário, é essencial ter algumas ervas e especiarias à mão principalmente os mais usados como: manjericão, louro, orégano, alecrim, sálvia, endro seco e tomilho fazendo parte das ervas e pimenta, canela, cravo, tártaro, cominho, alho, gengibre, mostarda seca, noz-moscada, cebola em pó, páprica, pimenta preta e sal fazendo parte das especiarias.

Para escolher as ervas, opte pelas mais perfumadas, brilhantes, frescas e sem manchas! Lembrando que por serem frescas elas são super perecíveis, o ideal é comprar apenas o que será usado! Você pode optar também por cultivar suas próprias ervas, assim não precisa correr o risco de desperdiçar o que não acabar utilizando!

Para armazená-las a curto prazo, corte pelo menos 1 cm da haste da erva, coloque os ramos em um copo com um pouco de água e cubra as folhas delicadamente com um plástico para armazenar na geladeira, a cada 2 dias troque a água e conforme aparecer algumas folhas murchas retire-a do recipiente! O manjericão é uma exceção a ser refrigerado, porque ele tende a escurecer. Se muitos dias se passarem da compra dos seus temperos frescos, será necessário refrescá-los, para isso basta mergulhar as ervas murchas por alguns minutos na água gelada e depois escorrer, secá-las com papel toalha, colocá-las na geladeira enroladas em um saco plástico e assim suas ervas ficarão frescas novamente por algumas horas!

As ervas frescas quando compradas nem sempre são práticas para receitas que pedem pequenas quantidades, por isso elas podem ser substituídas por ervas secas mas em quantidades diferentes! Ao utilizar as ervas secas no lugar das frescas, é necessário apenas ⅓ do que é pedido na receita!

Para potencializar o aroma e sabor dos temperos na receita, as ervas frescas devem ser cortadas antes de serem colocadas na receita, já as ervas secas devem ser amassadas com um pilão, colher ou até mesmo esfregá-las entre os dedos, assim os óleos aromáticos são liberados e sua receita fica ainda mais saborosa! 

As especiarias vêm das sementes, cascas, raízes, frutas ou caules de uma variedade de plantas e árvores. Alguns cozinheiros preferem seus temperos inteiros em vez de triturados ou moídos para obter um sabor mais intenso. Para escolhê-las, opte por observar o aroma e a cor, também é considerado o ideal comprar em pequenas quantidades para garantir sempre estar utilizando temperos frescos e trocá-los pelo menos 1 vez ao ano.

Para armazená-las mantenha bem cobertas e em local fresco e seco. As especiarias inteiras permanecem frescas por até 2 anos, enquanto as especiarias moídas têm uma vida útil de 6 meses. Armazene especiarias vermelhas, como páprica e pimenta vermelha, na geladeira. Eles manterão sua cor e manterão seu sabor por mais tempo.

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.